Não faça isso

Nas próximas linhas, conversaremos sobre a importância de não realizar as coisas. Afinal, você também já deve estar cansado de empenhar-se, correr, tentar, insistir e não alcançar o que deseja! Por isso, simplesmente, dizemos: “Pare com tudo, agora!” Sentimos, no ar, uma dúvida, pois o tema principal era sobre REALIZAR e pedimos para não fazê-lo. É isso mesmo? Sim, exatamente, mas fique aqui, até o fim, para que possamos explicar. Albert Einstein, certa vez, disse: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” 

Aprendemos e acreditamos que o segredo da prosperidade é termos consistência, além de continuarmos a fazer o que necessitamos. Porém, agora, pedimos que pare. Irônico, não é? Talvez, sua expectativa fosse um texto aconselhando a não procrastinar, tentando convencê-lo à prática, agora mesmo, em direção a seus sonhos. Se tudo isso, realmente, funcionasse, você não estaria conosco, aqui. 

Não o enganaremos: entre em ação!  Vamos ajudá-lo a realizar um pouco por dia, para aproximar-se de seus desejos e, contar-lhe, apesar de não ser inédito o que dizemos:  ótimas ideias, que não saem do papel são, apenas, ótimas ideias. Sim, faremos tudo isso, mas não hoje. Não agora. 

Você sabe do que precisa, para realizar seus sonhos _ temos certeza.  Vamos ajudá-lo a, apenas, estruturar como fazer e como reconhecer a importância disso (talvez volte e leia o que escrevi sobre desejo). 

Hoje, queremos contar –lhe algo, que, também, não é inédito, mas, importante. Tão importante quanto realizar, é ter foco nas atividades, que o levarão a suas conquistas. Steve Jobs dizia: “Algumas pessoas acham que foco significa dizer sim para a coisa que você irá fazer. Mas não é nada disso. Significa dizer não, às centenas de outras boas ideias que existem. Você precisa selecionar cuidadosamente.” 

Talvez, tenhamos muita sorte, mas não vemos pessoas que não queiram pôr em prática. Encontramos ações (atitudes) não alinhadas (a) seus próprios valores e desejos, e, consequentemente, transferem para “amanhã”. O problema não está “no fazer”, e sim “no “porquê”. 

O ato de executar é impulsionado à enésima potência, quando associado ao foco. Com isso, priorizamos o que fazer, quando e por quê. Simples, muito simples, mas nada fácil. 

Sim, seu desafio, talvez, não esteja em realizar. Temos certeza de que faz muito, que trabalha, luta e chega, ao fim do dia, exausto. Precisamos, apenas, refletir no que está fazendo e, se anotar todas as atividades, quantas estão associadas ao seu sonho? Não se permita, neste momento, concorrer com as desculpas de o porquê suas atividades não são alinhadas com seus desejos. 

O seu cansaço (sua fadiga) reside em esgotar suas energias, onde não enxerga motivos que o   levem à ação. Faz sentido? Então, deixe-nos   perguntar: 

O que você fez hoje que está, realmente, associado ao que deseja? 

Quantas vezes você priorizou a si mesmo e aos seus sonhos, dentro da imensidão de coisas que realizou?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s